Resiliência

Sustentabilidade e globalização, apesar de serem noções que tenham se desenvolvido de forma separada, na verdade estão mais interligadas do que se pensa. São conceitos que se complementam e seguem – ou deveriam seguir – caminhos paralelos. O uso dos termos "sustentabilidade" ou “desenvolvimento sustentável” é relativamente recente. Até pouco tempo atrás eram usados como  jargão técnico apenas em algumas comunidades científicas. No caso da pesca, essa ocorreria de forma sustentável quando não comprometesse a reprodução dos cardumes. Agora, temos outro conceito ambiental para se somar a estes.

exemplos de resiliencia
Resiliência é a capacidade que algo tem de se regenerar
facilmente após uma mudança intensa.


Leia também:


Conceito de Resiliência

Em certo sentido, um meio ambiente sustentável  seria um meio ambiente resiliente. Etimologicamente falando, a palavra 'resiliência' é um substantivo feminino e diz respeito a capacidade que qualquer coisa tem de se regenerar facilmente após uma mudança intensa ou a propriedade que alguns corpos apresentam de retornar à forma original após terem sido submetidos a uma deformação elástica. Resiliência portanto seria a capacidade de um sistema de se recuperar e retornar a seu estado anterior após sofrer uma perturbação. O grau de resiliência de um ecossistema está diretamente ligado à sua possibilidade de tolerar mudanças sem entrar em colapso. Vale lembrar que a palavra difere da palavra 'resistência', que é a capacidade de um sistema de manter sua estrutura em funcionamento mesmo após uma turbulência. 

Resiliência, Sustentabilidade e Desenvolvimento Sustentável

No fim, resiliência, sustentabilidade e desenvolvimento sustentável são termos que emprestam significados uns aos outros. Temos algo sustentável ou resiliente quando esse “algo” pode seguir a ser feito indefinidamente, levando em consideração as limitações impostas pelo sistema. A forma de produção usada se encaixa no conceito de desenvolvimento sustentável, que garante a sua sobrevivência e a capacidade de continuar em um futuro de longo prazo. Só conseguiremos um mundo mais justo, não só para nós como para gerações futuras, se passarmos a respeitar a natureza e levarmos esses três conceitos - resiliência, sustentabilidade e desenvolvimento sustentável - a sério.


Economia Verde e de Baixo Carbono

Hoje em dia, o homem está explorando os recursos naturais do planeta em um ritmo bem mais acelerado do que a Terra consegue repor. Nesse sentido, não estamos respeitando sua resiliência e isso põe em risco as gerações futuras. Respeitar o ritmo de regeneração da Terra é fundamental para que consigamos manter a qualidade de vida para as gerações futuras. O atual modelo de economia tem culpa nisso e precisa ser alterado desde já para que não tenhamos catástrofes ambientais maiores. A transição para uma economia verde e de baixo carbono é fundamental para a boa manutenção do planeta e a garantia da qualidade de vida para todos. Enquanto essa mudança do modelo de economia não acontece, seguimos preservando a natureza.

Postagens mais visitadas deste blog

Identificação Civil Nacional (ICN)

[Mudanças Climáticas] Delegação Brasileira Avalia a COP 22

[Sustentabilidade] Acordo de Kigali