Mercado de Imóveis Sustentáveis

O mercado de imóveis sustentáveis está em franco crescimento no Brasil e já movimenta 10% de todos os investimentos em construção civil no país. O processo começa na contratação de uma consultoria para planejar todas as ações, que depois vão render ao imóvel um selo verde. Essa certificação é uma comprovação, para o empreendedor, de que ele seguiu as práticas sustentáveis e um testemunho para os possíveis moradores de que se trata de um prédio sustentável. 

imóveis sustentáveis

Apesar de serem mais caras, as casas sustentáveis proporcionam uma economia feita com o aproveitamento dos recursos e se mostra uma opção bem lucrativa. O mercado de imóveis sustentáveis movimenta R$14 bilhões por ano no Brasil, por essa razão se mostra um mercado bem atraente. Esse mercado tão lucrativo oferece soluções inteligentes para economizar. A água da chuva pode ser canalizada para reservatórios, para posteriormente ser usada na lavagem de carros ou para molhar plantas. 

Pode-se também optar pela instalação de válvulas reguladoras de fluxos nas pias para reduzir o excesso de água na torneira. A bomba da piscina sendo automatizada, promove economia de energia, pois funciona apenas o tempo necessário e lâmpadas incandescentes sendo trocadas por fluorescentes e LEDs, que duram mais tempo. Todas as mudanças refletem na conta no final do mês, o lucro pode ser de até 50%. 

Vidros para aproveitar a luz natural e controlar a temperatura do ambiente, uso de madeira certificada e piso feito de fibra de coco são apenas alguns itens recomendáveis para uma construção sustentável, um projeto que é mais caro, tem um custo adicional de 2 a 5%, porém o proprietário ganha na valorização do imóvel e na queda dos gastos com manutenção. 

O preço do metro quadrado em uma casa sustentável pode ser de até 20% maior, enquanto os custos de manutenção caem 9%. O Brasil já é o quarto país do mundo em construções sustentáveis, ficando atrás dos Emirados Árabes, China e Estados Unidos. O importante é sempre agir do local para o global, então cada um pode fazer sua parte dentro de sua área de poder de atuação, cada um fazendo sua parte.

Postagens mais visitadas deste blog

Identificação Civil Nacional (ICN)

[Mudanças Climáticas] Delegação Brasileira Avalia a COP 22

[Sustentabilidade] Acordo de Kigali