Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2017

Pegada Hídrica dos Alimentos

Imagem
Alguns alimentos demandam mais água que outros para serem produzidos. Esse conhecimento é bastante útil na hora de escolhermos os alimentos que vamos consumir para causar o menor impacto possível ao planeta. 

Pegada HídricaEm geral, produtos de origem animal demandam mais água que vegetais, portanto, o ideal é priorizar alimentos que vem da terra como batatas e feijão. Uma péssima notícia para os amantes de chocolate, e eu me incluo nesse grupo: O chocolate é um dos alimentos com maior pegada hídrica, ou seja, um alimento que consome muita água em sua produção. Conheça aqui a pegada hídrica dos alimentos.



Tempo de Decomposição dos Materiais

Imagem
As pessoas descartam grande quantidade de resíduos sólidos em locais onde não deveriam ser descartados. Essas mesmas pessoas não sabem o mal que fazem ao meio ambiente com essa atitude. Alguns demoram anos para se decompor e, nesse processo, liberam substâncias tóxicas na natureza. Isso quando não vão parar nos oceanos, sendo confundidos com comidas pelos peixes que morrem por asfixia ou presos no meio do lixo.

Estações da Linha 4 Têm Embarque Gratuito Até o Dia 16/04

Imagem
Quem não gosta de viajar e conhecer novos lugares, mesmo que seja dentro da própria cidade?

Entre os dias 8/4 e 16/4, o embarque nas estações da Linha 4 do metrô do Rio de Janeiro será gratuito. A iniciativa é da Secretaria de Transportes e o MetrôRio e tem por objetivo proporcionar a um maior número de pessoas a experiência de viajar de metrô e conhecer a linha 4, a mais recente das linhas de metrô. Atualmente, são cinco as estações terminadas (Jardim Oceânico, São Conrado, Antero de Quental, Jardim de Alah, Nossa Senhora da Paz), a estação da Gávea é prometida para entrar em operação até o final deste ano.


Na minha opinião, essa é uma excelente iniciativa que deveria ser repetida anualmente. Ao mesmo tempo que faz um público maior conhecer o metrô, também reduz a poluição, já que a pessoa deixa o carro em casa para ir ao trabalho ou conhecer outra região da cidade.

Extrapolando os Limites do Planeta (parte 2)

Imagem
No último post, introduzi vocês (leitores) nesse tema. Como falei que dividiria o post em dois para não ficar muito extenso, aqui vai a segunda parte. Lembrando que essa série de artigos foi inspirada no livro A HUMANIDADE CONTRA AS CORDAS, do doutor em direito internacional Eduardo Felipe P. Matias. Recomendo esse livro para quem se interessa pela questão ambiental, pois é escrito em uma linguagem acessível e que todos entendam a urgência das mudanças. Aqui falarei quais são esses limites planetários:

Leia também:Projeto de DespoluiçãoO bem que uma árvore trazA importância da água

Limites do Planeta Acidificação dos oceanos - Os oceanos absorvem um quarto das emissões humanas de CO². A dissolução desse gás na água aumenta a acidez dessa última - ou seja, diminui o PH da água -, o que prejudica a biodiversidade marinha (problema que esbarra no oitavo limite.). Afeta, também, a capacidade dos oceanos de continuar funcionando como um reservatório de CO².Buraco na camada de ozônio - Constat…

Extrapolando os Limites do Planeta

Imagem
O artigo de hoje é baseada no livro de Eduardo Felipe P. Matias, intitulado A Humanidade Contra as Cordas. Dividirei esse post falando sobre os limites do planeta em duas partes para não ficar longo demais.
Consciência ColetivaA consciência coletiva de que estamos afetando o planeta de forma praticamente irreversível,  e que isso terá consequências sérias para a humanidade, é uma mentalidade que foi se formando pouco a pouco durante as últimas décadas. Hoje, os cientistas do clima já não tem mais dúvida quanto ao papel do homem, principalmente devido as atividades humanas,  na mudança climática. Para tudo o que fazemos, um dia a conta chega. Em outras palavras, para toda ação existe uma reação. E essa reação virá da força mais poderosa que existe: a natureza. Portanto, deve-se começar a agir agora para evitarmos problemas futuros. Em 1962, a bióloga marinha e zoóloga estadunidense Rachel Carson publicou o livro Primavera Silenciosa (Silent Spring), falando das consequências ambientais,…