VLT Revela Novos Contornos do Centro do Rio de Janeiro

Um pedaço do Centro do Rio se transformou completamente na segunda-feira (6/06), com a chegada de mais uma opção de transporte público. Foi a conclusão de um trabalho para dar vida nova a uma região com tamanha importância histórica para a cidade do Rio de Janeiro. Já em meados de 1940, aquela região passou a ficar movimentada, pois passou a receber empresas e lojas. 

veículo leve sobre trilhos
VLT com o Museu do Amanhã ao fundo.


Eram carros, ônibus e bondes elétricos (como não se lembrar dos icônicos bondes elétricos?). Pois bem, na década de 60, esses bondes começaram a perder popularidade para os ônibus e foram gradualmente caindo no esquecimento até sumirem. Agora, mais de meio século depois, o bonde elétrico de antigamente ressurge agora com outro nome e modernizado. É o VLT - Veículo Leve Sobre Trilhos - que chegou para mudar a cara do Centro do Rio. Mas não foi só o nome que mudou, não. O veículo conta com um ambiente refrigerado, mais conforto para os passageiros, painéis de LED para informar a estação, a viagem é bem silenciosa e um novo sistema de pagamento que dispensa cobradores, mas haverá um fiscal e multa para quem não pagar.

rio em 1940
Em 1940, a região já era bem movimentada (Foto: Globo)



Leia também:

O que houve foi a conclusão das obras na área entre o museu Histórico Nacional e a Praça XV. A retirada dos tapumes revelou novos contornos do Centro do Rio, que ganha novas feições em meio a um projeto de renovação urbana. Dentro do vagão, como não existirá a figura do cobrador, existe uma relação de confiança e o passageiro deverá validar o bilhete em uma das máquinas no interior do veículo para não pagar multa. Ao contrário dos bondes tradicionais, a versão moderna tem todos os carros interligados com conexão para caminhar entre os vagões, como um trem de metrô. Como em outros países, o VLT terá trechos exclusivos, mas passará também por trechos em comum com os carros e, quando houver sinal, deverá parar e esperar. O operador ficará em constante alerta para evitar acidentes. 

pagamento vlt
O pagamento deverá ser validado em uma das 
máquinas no interior do veículo sob pena de multa.


Para a construção dessa nova modalidade de veículo, várias ruas tiveram que ser bloqueadas, um exemplo disso é a Av. Rio Branco, que em janeiro desse ano foi fechada para o tráfego de carros. Após a realização de todos os trabalhos, - a obra não está 100% concluída - ruas que antes serviam para o tráfego de carros e pedestres, serão posteriormente revitalizadas e transformadas em passeios públicos e usadas somente para a passagem do VLT e tráfego de pedestres e ciclistas. A região portuária ainda contará com áreas destinadas aos carros, mas muitas dessas ruas foram fechadas para a construção do VLT. Para mais informações sobre o VLT, acesse aqui o site oficial.

espaço interno vlt
Visão geral do espaço interno do VLT.
Visite o canal oficial do VLT carioca clicando aqui.

fonte: G1

Postagens mais visitadas deste blog

Identificação Civil Nacional (ICN)

Posse de Novo Secretário Geral da ONU

[Mudanças Climáticas] Delegação Brasileira Avalia a COP 22